Você deve contar as suas desgraças?

by Judge Josh on November 30, 2009

Por Judge Josh
Traduzido por Renata Castro Alves

Sandra é da Sérvia. Ela é trilíngue e sobreviveu a circunstâncias terríveis na região dos Balcãs devastada pela guerra que ocorreu nos anos 90. Será que isso a ajudará a conseguir bolsas de estudo?

Em relação a alunos que falam inglês como segunda língua, o quão beneficente é para faculdades matricular alunos de diferentes culturas? Eu vim para os EUA há 13 anos, e falo servo e inglês fluentemente.

A maioria das grandes universidades busca alunos de diferentes culturas, isso é fato. Somente as escolas regionais ou vocacionais não tem tanto interesse em recrutar um corpo de alunos diverso.

Eu avançei bastante nos meus estudos de Espanhol. Como as faculdades encaram esse fato?

O fato de que você estudou Espanhol ou o fato que você parou? J Falar vários idiomas é uma coisa maravilhosa, e com certeza te ajudará a entrar nas melhoras escolas (e depois te ajudará a arrumar empregos). Sempre é bom saber.

Estou contemplando escrever minhas redações para bolsas sobre as dificuldades e lembranças que ficaram comigo da guerra que minha família enfrentou durante os anos 90 (o que me motivou ainda mais a estudar e tirar boas notas nos EUA) mas eu sinto que o comitê julgador pode acar que eu estou dando uma de coitadinha, e usando da minha história para ganhar uma bolsa… algum conselho?

Absolutamente! (Olha só leitores – uma pergunta relacionada a bolsas! Voltamos a 2009).

Não vejo nada de errado em escrever sobre a sua experiência na Sérbia – pelo contrário – acho que você deve relatá-las.

Você demonstra preocupação em relação ao fato dos jurados ficarem com pena de você, e te darem uma bolsa porque se sentem mal. Isso não importa. Todos que pedem uma bolsa estão tentando fazer o mesmo para receber uma bolsa!

A diferença entre criar um argumento forte para ganhar a bolsa e posar de coitada é como você apresenta o seu histórico, e o que ele contém.
Se você só falar das desgraças, e mais nada, daí é apelação. Se você mencionar as dificuldades e como elas motivaram você a a conseguir o que você aspira, daí é uma excelente narrativa.

Em ambos os casos, você conseguirá chegar até o coração dos jurados, mas no segundo você terá um forte argumento a seu favor. Você estará demonstrando a sua capacidade de ultrapassar os obstáculos e de conseguir feitos grandiosos.

Faz sentido? Espero que tenha ajudado e obrigado pelo recado!

E vocês- qual é a sua opinião a respeito de contar as suas “xurumelas”em candidaturas para universidades ou redações para bolsas de estudo? Deixe o seu recado na sessão de comentários.

{ 0 comments… add one now }

Leave a Comment

WP-SpamFree by Pole Position Marketing

Previous post:

Next post: